André Sapucaia de RecordTV: Nosso desafio foram os picos de acesso a CDN

O gerente de tecnologia da RecordTV, André Sapucaia,  afirmou no sexta edição do SET eXPerience Tracks que a criação da CDN da empresa, que começou a ser desenvolvida em 2004, foi propiciada para ter maior agilidade, reduzir a latência e assim “elevar a experiência de consumo dos usuários”.

Sapucaia explicou que os principais desafios quando se passa de uma infraestrutura tradicional para uma com CDN são a adaptação e entender como trabalhar os “picos de acesso”. Tendo claro isso, disse o executivo, o seguinte passo, talvez o mais complexo, é definir a escalabilidade. Segundo ele, se a plataforma não for dimensionada na forma correta, pode ficar indisponível muito rapidamente e dar problemas na distribuição do conteúdo. “Por esse motivo evoluímos para um CDN com mais recursos e ganhos, que passam por POPs (pontos de presença), melhor desempenho e melhor escalabilidade e disponibilidade, utilizando a internet para poder entregar esse conteúdo de uma maneira mais ágil e com uma latência menor”.

O executivo afirmou que a CDN da Record entrega conteúdo à emissora, ao R7.com e à PlayPlus permitindo melhorar o fluxo da distribuição de conteúdos em vídeo, e ainda a realização de Lives, já que em alguns momentos específicos são entregues conteúdo ao vivo. “No OTT do PlayPlus, o maior desafio é a entrega do programa “A Fazenda”, nosso momento com maior intensidade de acesso com um aumento de 60 a 70% a audiência na plataforma».

Sapucaia disse que a CDN da Record entrega o conteúdo em formato IaaS (Infrastructure as a service) com a Akamai como principal fornecedor “para poder ter toda a disponibilidade e poder entregar todo esse conteúdo com qualidade e baixa latência. O serviço conta com 8300 servidores e mais de 250 PoPs que estão distribuídos em 85 cidades”. 

Além deste serviço, explicou o executivo da emissora, a empresa “está estudando um projeto de multi-CDN pensando na importância de ter um ambiente com maior resiliência. A CDN tem um bom desempenho, mas sabemos que é preciso ter outras hipóteses em caso de problema”.

Outro dos pontos destacados por ele foram os serviços adicionais a CDN utilizados pela emissora que passam por um serviço de Netsorage, também denominado “Storage na Borda”, integrado a CDN e que permite alocar toda a estrutura de VOD dentro da rede de CDN que esta conectada com grandes storages “distribuídos pela Akamai permitindo que armazenemos nossos vídeos mais próximos dos usuários”. Entre os benefícios descritos por Sacupaia, destaque para a replicação automática e alta disponibilidade.

Please follow and like us:
Twitter
Visit Us
Follow Me
LinkedIn
Share
Instagram

Otras Noticias

Discovery + lançado no Brasil

Serviço de streaming da Discovery estará disponível a partir da terça-feira, 9 de novembro no país com parcerias de distribuição com Claro e Globoplay. Lançamento nos demais países da América

Read More »